Batalha de Guadalcanal

batalha de guadalcanal

batalha de Guadalcanal foi a primeira grande ofensiva realizada pelos Aliados na Guerra do Pacífico após o ataque a Pearl Harbor e à Batalha de Midway. Foi um marco decisivo para os aliados na virada da guerra contra o Japão. A batalha de Gualdacanal teve início em 7 de agosto de 1942 e terminou em fevereiro de 1943. Os norte-americanas tiveram, como seus aliados os australianos. Começaram a desembarcar na ilha de Guadalcanal, Tulagi e Florida, no arquipélago das Ilhas Salomão. O objetivo era impossibilitar a utilização destas ilhas como base para que os japoneses não interrompessem as rotas de abastecimento entre os Estados Unidos, a Austrália e a Nova Zelândia. Os planos dos Aliados era utilizar estas ilhas como bases de apoio a uma investida militar com o objetivo de separar  a grande instalação militar japonesa do sudoeste do Pacífico em Rabaul, na Nova Guiné. Os japoneses haviam ocupado a ilha no mês de maio do mesmo ano e foram pegos de surpresa com os desembarques de grande número de soldados aliados. As ilhas de Tulagi, Florida e um aeroporto em construção chamado pelos norte-americanos de Henderson Field foram tomadas com muita rapidez. Esse nome foi dado ao  aeroporto em homenagem a um aviador dos fuzileiros morto na Batalha Naval de Midway. Durante 5 meses, os japoneses fizeram todos os esforços para retomar o aeroporto das mãos dos Aliados, mas em vão. As tentativas resultaram em três grandes batalhas terrestres, cinco batalhas navais e constantes batalhas nos céus das ilhas Salomão. Até meados do mês de novembro, num último esforço, os japoneses desembarcaram mais tropas na ilha mas foram rechaçados pelos Aliados. No mês de dezembro novas tentativas foram realizadas no sentido de retomar o campo de pouso Henderson, mas sem sucesso. Conseguiram apenas evacuar o contingente que ainda combatia em Guadalcanal. No dia 9 de fevereiro de 1943 a campanha de Guadalcanal encerrou-se com a ocupação da ilha pelos norte-americanos. Na Batalha de Guadalcanal destacaram-se os comandantes norte-americanos Frank Fletcher, Richmond Turner, Alexander Vandegrift, Alexander Patch e William Halsey e do lado japonês Harukichi Hyakutake, Isoroku Yamamoto e Gunichi Mikawa. Essa batalha finalizou com um saldo de 1,8 mil mortos e 4 mil feridos entre os soldados norte-americanos. A maioria dos feridos pertencia à 1ª Divisão de Fuzileiros. Cerca de 60 mil soldados fizeram parte dos combates. Já o japoneses totalizavam 36 mil homens. Desse total, mais de 14 mil morreram em combate e 9 mil por doenças e 13 mil foram evacuados. O Japão perdeu 683 aviões e os americanos 615. De ambos os lados cerca de 25 navios de guerra foram perdidos. As baixas do Japão totalizaram 3,5 mil homens e 5 mil do lado dos Aliados. A guerra no Pacífico, a partir da vitória em Guadalcanal, mudou de direção pois o Japão passou a adotar uma posição mais defensiva e os aliados partiram para reconquistar o que haviam perdido.

Referencias:
BATALHA DE GUADALCANAL. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2015. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Batalha_de_Guadalcanal&oldid=42749300>. Acesso em: 26 ago. 2015.

Comentários estão fechados